A REGIÃO TEJO

Serpenteando entre vales e montanhas, o Tejo divide o nosso país entre norte e sul. Entre o clima mais temperado e chuvoso e o tempo mais quente e a planície sem fim alentejana. Deste rio vai-se para o mundo, como dizia o grande e imortal poeta Fernando Pessoa e deste rio também se espera que traga a água que mata a sede aos solos e que faz com que as nossas vinhas bebam dele os nutrientes que precisam para nos darem anos de excepção.

Os diferentes Terroirs que encontramos dentro da Região Tejo tornam-na de facto numa região muito rica, capaz de produzir uma grande diversidade de vinhos de grande qualidade.

O Rio Tejo, que atravessa toda a Região, tem um impacto grande nas condições edafo-climáticas da região, dividindo-a em três zonas bem distintas:
O Bairro – situa-se na margem direita do rio Tejo a oeste do Campo/Leziria. Os seus solos são essencialmente argilo-calcários. O Campo/Lezíria – zona de Planícies junto a ambas as margens do rio Tejo. Os seus solos de aluvião são bastante férteis. A Charneca – situa-se na margem esquerda do rio Tejo logo após o Campo/Leziria. São solos mais pobres, essencialmente arenosos, com calhau rolado. É uma zona mais seca onde normalmente se alcançam temperaturas mais altas.

A maioria das vinhas da Falua estão localizadas na Charneca, estando as restantes situadas no Campo/Lezíria.

VINHA DO CONVENTO DA SERRA

É sem duvida, e modéstia à parte, e desculpe-se o exagero, a vinha mais bonita de Portugal. Localizada na zona da Charneca, é uma vinha coberta de seixos do Tejo, até aqui arrastados pela impetuosidade das águas do rio, quando ele sai do seu leito e resolve conhecer outros caminhos. Da mais icónica vinha da Falua, com vinhas plantadas em 1996 saem uvas de grande qualidade: Castas Brancas: Fernão Pires; Arinto, Chardonnay e Tália Castas tintas: Castelão, Aragonês, Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon, Alicante Bouschet e Trincadeira.

A VINHA DE “CASAL DAS FIGUEIRAS”

Uma vinha com mais de 20 anos, situada na zona do campo/Lezíria e que produz uvas das seguintes castas Tintas: Castelão, trincadeira, Syrah, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot.